Como morar na Austrália? Como morar na Austrália?

Como morar na Austrália?

Por: | 13 de maio de 2022 |

Morar na Austrália é o sonho de muitos brasileiros que pensam em estudar e trabalhar no país, considerado também como a “terra dos cangurus”.

Com 25 milhões de habitantes, qualidade de vida, segurança e um dos melhores sistemas de ensino superior do mundo, o país vem sendo o destino de muitos profissionais estrangeiros.

Neste post, vamos explicar como morar na Austrália, os tipos de visto para que possa estudar e trabalhar legalmente e como fazer câmbio do dólar australiano de forma eficiente.

Continue acompanhando este conteúdo e boa leitura!

Como morar na Austrália sendo cidadão brasileiro?

Brasileiros podem viajar para a Austrália, mas é necessário ter o visto para ingressar no país, mesmo que sua viagem seja apenas para turismo. Em relação a morar, estudar ou trabalhar no país, outros tipos de visto podem ser necessários. 

Tipos de visto

  • Visto de estudante

Para estudar na Austrália é necessário ter o visto de estudante. Essa é uma das opções mais procuradas por brasileiros que pensam em viver no país. Além disso, muitas pessoas acima dos 30 anos de idade procuram esse tipo de visto, sendo viável para outros grupos também e não somente jovens.

Esse visto, o Student Visa, pode ser usado para estudar o inglês ou uma área específica e permite que o estudante trabalhe 20 horas semanais, totalizando 40 horas quinzenais. 

Outro ponto positivo sobre esse visto é que após a conclusão do curso, o estudante ganha quatro semanas de férias, o que permite que possa trabalhar sem limite de horas e também aproveite para conhecer o país. 

Vale lembrar que, para tirar esse visto, é necessário apresentar a matrícula no curso, carta de intenção, documento de identidade, formulários obrigatórios e comprovação de que você pode se manter no país. Além do valor da passagem de ida e volta, o estudante deve comprovar uma renda de AU$ 1.653 mensais por meio de outros documentos como extratos bancários e de poupança, por exemplo.

Veja também: 6 países com universidades excelentes para estudar fora

  • Visto para ensino superior

O ensino superior na Austrália é procurado por estrangeiros que querem facilitar ainda mais o ingresso no mercado de trabalho. Isso acontece, pois favorece o processo de permanência do profissional por mais tempo no país.

O visto Post-Study Work Stream, ou PSW, é um visto específico que pode ser emitido ao final da graduação, mestrado ou doutorado na Austrália. Nesse visto, mesmo com a conclusão dos estudos, o estudante pode viajar, estudar ou trabalhar na Austrália por 2 anos, indo até o limite de 4 anos de permanência.

O tempo que você poderá ficar varia de acordo com a modalidade de estudo. O bacharelado e mestrado equivalem a 2 anos, o mestrado com pesquisa a 3 anos e o doutorado a 4 anos.

Ao final do período de vigência do visto, um segundo PSW pode ser emitido. No entanto, é preciso que o requerente trabalhe, more ou estude durante a primeira vigência do visto.

  • Visto de trabalho

Para trabalhar na Austrália pode ser emitido tanto o Student Visa, conforme explicado acima, como o Working Holiday Visa, onde é permitido trabalhar nas férias. 

O Working Holiday Visa permite que brasileiros, entre 18 e 30 anos, possam trabalhar durante todo o ano e estudar por até 4 meses. De acordo com o tratado entre Brasil e Austrália, 500 brasileiros podem aplicar para esse visto anualmente. O programa tem duração de 12 meses.

Confira no Blog da B&T: 4 dicas sobre trabalhar em empresa estrangeira e ganhar em dólar

  • Visto para profissionais qualificados

Uma das formas para morar de maneira permanente na Austrália é o SkillSelect. Esse programa une profissionais estrangeiros com habilidades desejadas pelo governo e por empresas australianas.

Dessa forma, para participar do programa o profissional deve entrar no site do DHA – Department of Home Affairs e preencher as informações exigidas. Depois, o idioma, as habilidades e a escolaridade devem ser comprovadas por meio de testes. 

Com os testes feitos, o candidato passa então para a próxima fase e seleciona uma categoria de visto. Neste sentido, expressa seus interesses para fazer a Expression of Interest (EOI).

Logo após, o profissional é registrado no sistema e pode ser encontrado por empresas australianas, que podem patrocinar o visto daquele candidato a residir e trabalhar no país.

  • Visto para investimento

O visto de investimento pode ser ideal para pessoas que possuam capital e tenham interesse em investir na Austrália.

Esse programa também faz parte do Skilled Migration Program e é direcionado para empresários com idade menor a 45 anos e patrimônio líquido de AU$ 2.250.000,00. Outro requisito é investir em uma empresa australiana com o valor de AU$ 1.500.000,00. 

Veja também: Europa Câmbio: como se preparar para sua viagem internacional?

Qual a melhor forma de fazer o câmbio do dólar australiano?

O câmbio é um passo fundamental para quem tem planos de morar, estudar ou trabalhar no país. Primeiro, quem tem planos de ficar por mais tempo na Austrália deve converter o patrimônio para dólar australiano e adquirir também moedas em espécie, além de outras formas de pagamento para usar no dia a dia.

O recomendado é que o processo seja feito gradualmente e com uma equipe especializada em câmbio para que você não seja cobrado excessivamente em taxas e acabe perdendo dinheiro. Converse com o nosso time e esclareça suas dúvidas.

A B&T é a maior corretora de câmbio do Brasil e conta com serviços como pagamentos internacionais, remessas de dinheiro para outros países e compra de papel-moeda.

Outra opção é ter o cartão pré-pago internacional. O B&T TravelCard pode ser recarregado em até seis moedas estrangeiras, incluindo o dólar australiano, tem bandeira VISA, pode ser recarregado online e é aceito em mais de 30 milhões de estabelecimentos pelo mundo. Para saber mais, acesse aqui.

Quais os melhores destinos para morar na Austrália?

Saber onde morar não inclui só definir qual será o país, mas também em qual cidade. Essa escolha deve ser feita pensando nas suas escolhas, custo de vida e qual será o seu objetivo ao se mudar. 

Veja os principais destinos para morar na Austrália:

  • Sidney
  • Camberra
  • Brisbane
  • Gold Coast
  • Sunshine Coast
  • Adelaide
  • Hobart
  • Townsville
  • Cairns
  • Byron Bay
  • Perth

Veja também: Os melhores lugares para morar no exterior

Conheça a B&T Câmbio

Conte com a B&T em suas operações de câmbio comercial e turismo e facilite ao máximo sua mudança para a Austrália.

Nossos produtos e serviços possuem a segurança, a excelência e a confiabilidade da maior corretora de câmbio do Brasil com uma economia de até 70% nos custos de câmbio comparado aos bancos.

E se estiver à procura de uma casa de câmbio, conheça a maior rede de lojas de câmbio do Nordeste, a Europa Câmbio, presente em vários estados do Brasil.

Quer saber mais sobre a B&T? Fale com a nossa equipe!

Últimos Posts

Boletim B&T Câmbio – Julho

Por: | 15 de julho de 2024

Visão de Especialista Com Tulio Portella – Diretor Comercial da B&T B&T e XP: parceria transformadora para o mercado de câmbio. A união entre as marcas B&T Câmbio e XP Inc. representa um marco no mercado de câmbio brasileiro e vai beneficiar a todos: os clientes, o mercado e o país como um todo. Esta […]

Ler Matéria

Veja 4 vantagens ao internacionalizar a sua empresa

Por: | 8 de julho de 2024

Existem muitos motivos que levam um empresário à internacionalização de sua empresa. A necessidade de manter o negócio competitivo no mercado e alcançar um crescimento sustentável tem sido um grande motivo para levar as empresas para o exterior. Sabemos que expandir para fora do país pode parecer desafiador, mas existem muitas vantagens também. Neste artigo, […]

Ler Matéria

Contratar um seguro-viagem é obrigatório?

Por: | 1 de julho de 2024

Viajar é uma das melhores experiências que podemos ter. Conhecer novos lugares, culturas e pessoas amplia nossos horizontes e nos proporciona momentos inesquecíveis. Porém, sabemos que imprevistos podem acontecer, e é aí que entra a importância do seguro-viagem. Mas, afinal, o seguro-viagem é obrigatório? A resposta é: depende do destino e do tipo de viagem. […]

Ler Matéria